EDUCAÇÃO

Projeto Tecnológico do IFRO é destaque nacional e recebe Moção de Aplausos na Câmara Municipal de Ji-Paraná.
Professores e Alunos do Instituto Federal de Ciências e Tecnologia Campus Ji-Paraná receberam uma Moção de Aplausos promovida pelo vereador Edísio Barroso.

O projeto fruto da parceria do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), Campus Ji-Paraná, com a 1ª Vara da Subseção Judiciária de Ji-Paraná da 1ª Região do Tribunal Regional Federal (TRF1), recebeu “Moção de Aplausos”, nesta última terça feira dia 16.11, projeto promovido pelo Vereador Edísio Barroso (Solidariedade).

Sabendo da grandiosidade e a relevância do projeto para o Brasil, sabendo que foi da sua cidade onde está o Instituto Federal a solução para o problema, onde contou com o trabalho de professores e alunos, o vereador Edísio Barroso sentiu a necessidade de prestar esta homenagem e protocolou um projeto junto a Câmara Municipal o qual foi aprovado por unanimidade.

“Senti a necessidade de prestar esta singela homenagem a estes professores e alunos que estão aqui em nossa Ji-Paraná, eles moram e trabalham aqui mesmo e merecem esta homenagem por este feito tão grande que fizeram pelo Brasil e também pelo povo brasileiro”
, disse Edísio Barroso.

Este projeto também já foi indicado ao Prêmio de Inovação Judiciário Exponencial, sendo um dos finalistas do Prêmio na categoria “Enfrentamento de Crise”, ficando 2º lugar na premiação nacional, concorrendo com outros 130 projetos em todo o Brasil. A equipe do IFRO não teve acesso ao código fonte do sistema, e a equipe que ficou em primeiro lugar é a própria do TRF4, apoiada pelo Juiz do TRF4 e mais de 30 desenvolvedores, ou seja toda a equipe de TI e com acesso total ao sistema (Código Fonte).

“Robô simplificado de certificação do auxílio emergencial” é coordenado pelo Professor Gleison Guardia e conta com a participação de alunos bolsistas: Ellen Rose Costa de Oliveira, do Curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS), Viny Bonim Scaldelai e Gustavo dos Anjos Neri, que cursam o Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio. Compõem ainda a equipe desenvolvedora: Israel Azevedo Fabiano (TRF1- especialista de conteúdo e programador) e Miguel Bonim (Grandal Sistemas – estudante egresso do IFRO – gerente de equipe e desenvolvedor).
Gleison Guardia, Israel Azevedo, Ellen Rose Costa, Miguel Bonim e Viny Bonim Scaldelai

Projeto

O projeto desenvolvido pelo IFRO Campus Ji-Paraná e o TRF1 é denominado “IARPJe – Inteligência artificial nas rotinas no PJe” (Processo Judicial Eletrônico) e tem como objetivo desenvolver uma Inteligência Artificial para classificar e auxiliar na tramitação de processos jurídicos na 1ª Vara da Subseção Federal de Ji-Paraná. O público pensado para atendimento do projeto foram os servidores do próprio TRF1/Subseção Ji-Paraná, visando trazer maior agilidade aos processos em ações tidas como repetitivas.

O robô foi desenvolvido em linguagem de programação “Python”, utilizando a metodologia de Web Scraping, que realiza extração de dados relevantes do site da web para serem analisadas ou utilizadas posteriormente. Em 30 dias de funcionamento, conseguiu movimentar de forma automatizada mais de 23 mil processos que aguardavam sentença, além de organizar e dar celeridade a todos os processos que demandaria meses e muita mão de obra. Calcula-se que a economia foi de mais de 90 Milhões de reais e 6 meses de trabalho que foram feitos em pouquíssimo tempo pelo Robô.


“Foram ao todo, 23.662 processos certificados, 744 processos não certificados por complexidades jurídicas, 12.862 processos não certificados, pois já tinham sentença e 71 processos que exigiam correção por inconsistência do sistema PJe. Tendo o tempo médio de execução nos últimos dias variado entre 12,3 e 14,5 segundos por certidão”
, explica o professor Gleison Guardia.

Também foram os objetivos da iniciativa: maximizar as atividades dos servidores das unidades processantes e dos gabinetes de modo a explorar as capacidades e potencialidades fomentadas pelo PJe; acelerar a tramitação dos processos na plataforma do Pje; reduzir os riscos de equívocos e falhas nas triagens de movimentações de processos no PJe; e facilitar a customização das soluções para a realidade enfrentada na execução das atividades em prazo razoável.


“É com muito orgulho que recebemos esta homenagem aqui na Câmara de Vereadores de Ji-Paraná, por um projeto de pesquisa realizada aqui no nosso Campus do IFRO, vemos os nossos alunos dos cursos técnicos e superiores desenvolvendo projetos que beneficiam diretamente a população brasileira”, disse a Diretora do Campus Ji-Paraná, Letícia Pivetta.

"Este é um reconhecimento dos diversos projetos que o Instituto Federal do Rondônia realiza em conjunto com a sociedade, e este  projeto do professor Gleison junto com o TJ representa isso, esta conexão do Instituto Federal de Rondônia com a sociedade", salienta o representante do Reitor Uberlando Tuburtino Leite o Diretor do Campus de Jaru, Sr. Renato Demônico.

“Usando a tecnologia e tudo que a tecnologia pode dar hoje pra gente, conseguimos alçar voos para onde as pessoas nem imaginam, e foi isso que conseguimos fazer, ajudar pessoas de todo o Brasil aqui mesmo na nossa cidade, apenas nos dedicando e estudando aos sábados, domingo e feriados. É uma vitória da educação, é por isso que a gente se emociona pois esta é uma vitória das escolas públicas brasileiras e da educação brasileira”, finaliza bastante emocionado o professor Gleison Guardia.

Parabéns a todos que fizeram parte deste projeto, onde ajudou milhares de pessoas no Brasil, além de economizar milhões e o tempo dos servidores, e proporcionou também aos alunos a responsabilidade e o compromisso com os estudos e com a comunidade.

Fonte: Marcelo Costa
O Guardião da Notícia



 


Confira o vídeo:




Galeria de Fotos:



Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp

Participe do nosso grupo e canal do Telegram




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



EDUCAÇÃO  |   22/11/2021 20h56





EDUCAÇÃO  |   26/10/2021 10h20


EDUCAÇÃO  |   18/10/2021 08h46