SAÚDE

Morre em Porto Velho idosa que demorou para conseguir tratamento contra câncer por não ter documentos
Como ela ainda não possui documentos, familiares buscam autorização para velar o corpo e não enterrá-la como indigente

Morreu na segunda-feira (13) Santana Coelho, a idosa que não conseguiu iniciar tratamento para câncer no útero, em Porto Velho, por não possuir documentos. A informação foi confirmada pela advogada da família nesta terça-feira (14).

Segundo a advogada Alana Assunção, quando Santana finalmente conseguiu uma vaga no Hospital de Amor, no início do mês, sua saúde já estava muito debilitada.

"Não conseguiram nem iniciar o tratamento dela porque ela morreria de imediato", disse.

No último dia 3 de junho, o Hospital de Amor informou que Santana estava internada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas não deu detalhes sobre seu estado de saúde. 

Busca por um enterro e velório

Depois do falecimento de Santana, a família enfrenta um novo drama. Como ela ainda não possui documentos, eles buscam autorização para velar o corpo e não enterrá-la como indigente.

A advogada informou que fez um pedido de liberação ao Instituto Médico Legal (IML) e aguarda uma resposta. Enquanto isso, a família diz que não consegue processar o luto.

"Hoje na delegacia, a filha dela teve queda de pressão, passou mal e quase desmaiou. A mãe dela morreu ontem a noite e ela não consegue viver o luto porque, desde ontem a noite, está tentando fazer com que a mãe dela não seja enterrada como indigente", comentou Alana.

Além disso, caso consigam a permissão para velar e enterrar o corpo de Santana, a família não tem condições financeiras de arcar com as despesas da cerimônia e tenta arrecadar um valor através das redes sociais.

Alana relata que tentou contato com Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) de Porto Velho para solicitar que o Município arcasse com a despesa, mas teve o pedido negado porque Santana não é residente da capital.


- G1 / O Guardião.



Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp

Participe do nosso grupo do Telegram




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



SAÚDE  |   23/06/2022 22h17